Casa do Apostador Carregando...
Estados Unidos inicia liberação das apostas esportivas em Washington
seg 20 set/21

Estados Unidos inicia liberação das apostas esportivas em Washington


A capital dos Estados Unidos, Washington, iniciou no último dia 1° de setembro a liberação das apostas esportivas em seu território. O Departamento do Interior dos EUA aprovou uma lista de nove acordos envolvendo apostas esportivas em Washington que contempla os cassinos das tribos Tulalip, Stillaguamish, Suquamish, Snoqualmie, Lummi, Puyallup, Squaxin, Cowlitz e Spokane.

Segundo informações do site IGaming Brazil, a Diretora Executiva da Washington Indian Gaming Association (WIGA), Rebecca George, emitiu uma declaração após a aprovação dos acordos de liberação das apostas esportivas na capital norte-americana. “Isto marca um momento importante nos esforços das tribos indígenas americanas do estado de Washington para fortalecer a autossuficiência de nossas comunidades tribais”, declarou Rebecca.

Mais acordos

Além dos nove acordos já liberados, outros sete pactos tribais estão sendo revisados pelas autoridades americanas do Departamento do Interior dos EUA e provavelmente também serão liberados nos próximos dias. “Esta aprovação marca a conclusão de um passo crítico para o lançamento de apostas em esportes nas instalações dos cassinos tribais. Esperamos agora que a disponibilidade de apostas esportivas seguras e regulamentadas comece nos cassinos tribais em todo o Estado de Washington nos próximos meses”, comenta Rebecca George.

A decisão do Estado americano de liberar as apostas esportivas de forma limitada aos cassinos tribais da cidade foi elogiada pela diretora da WIGA, que entende ser esse tipo de acordo uma garantia de que as receitas provenientes dos jogos vão permanecer dentro da cidade e fomentar a economia de Washington. “Fazemos o jogo certo, e o público pode ter certeza de que conduziremos a modalidade de maneira justa e cuidadosa”, explica Rebecca.

Impacto das apostas esportivas

A liberação representa a legalização de um mercado que já é muito amplo na capital dos EUA. Segundo Rebecca George, as apostas sustentam mais de 37 mil empregos na cidade. E, em 2017, por exemplo, rendeu mais de US$ 5,3 bilhões em produto bruto. “Essa atividade produziu algo estimado em US$ 722 milhões de receitas do governo estadual e local, mais um adicional de US$ 352 milhões em despesas únicas de capital. As apostas esportivas irão agora acrescentar esse benefício econômico a cidade”, conta a diretoria da WIGA.

Solução inteligente

Todos nós entendemos que a liberação ou a regulamentação das apostas esportivas não é um processo fácil para nenhuma cidade ou país. É preciso coragem e muito cuidado para romper as diversas barreiras culturais que foram sendo construídas naturalmente nas últimas décadas envolvendo os riscos inerentes aos jogos.

Contudo, mesmo cientes disso, cada vez mais países e cidades se aprofundam nas discussões a respeito das apostas esportivas em busca de uma solução para regularizar esse mercado em ampla expansão. Como já disse outras vezes, as políticas proibitivas – ainda muito vigentes mundo afora quando falamos sobre apostas esportivas – são apenas uma forma covarde de lidar com a situação.

É preciso reconhecer o esforço feito pelos Estados Unidos com esse início de liberação das apostas esportivas em uma cidade tão importante como Washington. A solução encontrada para legalizar e inserir o mercado das apostas esportivas na capital norte-americana me parece inteligente, principalmente por incorporar as sociedades indígenas da cidade nesse plano econômico. É muito inteligente utilizar a bilionária receita das apostas esportivas como uma forma de gerar mais arrecadação tributária para a cidade ao mesmo tempo em que fomenta a manutenção de um pilar sociocultural extremamente importante.

Sérgio Ricardo Jr.

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

News.
vip

Inscreva-se gratuitamente e receba conteúdo profissional e esclusivo por e-mail!