Casa do Apostador Carregando...
Quando devo parar com as apostas esportivas?
qua 23 mar/22

Quando devo parar com as apostas esportivas?


Com certeza você já deve ter visto por aí, inclusive aqui mesmo na Casa do Apostador, diversos artigos, vídeos, cursos e matérias que ensinam como devemos iniciar nas apostas esportivas. É realmente muito importante tentar entender esse mercado e obter o máximo de conhecimento possível antes de começar a realizar os investimentos nele. Contudo, poucas pessoas te dizem quando é necessário pegar o caminho inverso.

Você já pensou em desistir das apostas esportivas? Se sim, por quais motivos? Muita gente acaba comprando a ideia de que todo mundo pode ser lucrativo dentro desse meio. Entretanto, essa ideia simplesmente ignora uma série de outros fatores que são primordiais na caminhada para ser um apostador lucrativo. Apesar de todo mundo ter capacidade de aprender a apostar, nem todos vão conseguir superar algumas barreiras que essa atividade nos impõem. E aí talvez seja o momento de parar.

Ao longo deste artigo, separamos alguns tópicos importantes e que valem a sua reflexão sobre um dos temas mais impopulares das apostas esportivas. Todo mundo deve apostar? As apostas são saudáveis para você? Sua atual condição financeira permite que você faça investimentos de alto risco? Esperamos que cada ponto levantado durante o nosso artigo sirva como elemento de ponderação por parte da comunidade.

Você tem controle emocional?

Para começar, o debate sobre controle emocional é inevitável dentro de uma discussão sobre parar ou não com as apostas esportivas. O que mais vemos em fóruns, chats, canais e outros meios de comunicação entre apostadores são reclamações e, principalmente, lamentações sobre um dos fatores que mais derruba os potenciais apostadores dentro do mercado: a ausência de controle emocional.

Há algumas pessoas, inclusive apostadores profissionais, que não acreditam na existência de fatores emocionais dentro das apostas. Para eles, as apostas são totalmente objetivas e relacionadas com a técnica, sendo os fatores emocionais irrelevantes. É preciso destacar a existência das duas visões para ser justo com todo mundo, entretanto, precisamos discordar dos nossos colegas e discutir o impacto de um emocional descontrolado na vida de um apostador.

Se um apostador não consegue seguir uma gestão de banca (saiba o que é), não consegue entender que precisa conciliar as apostas com as outras atividades da sua vida, nem tem noção sobre o risco que corre em cada exposição no mercado, dificilmente vai conseguir sobreviver ao adversário mais implacável desse meio: o tempo. O controle emocional não faz ninguém ser lucrativo, mas a ausência dele certamente é capaz de construir um apostador perdedor.

Se você não tem controle emocional e não consegue seguir o passo a passo necessário para se tornar um apostador lucrativo e superar a barreira do longo prazo, talvez as apostas esportivas não sejam para você. Se você é compulsivo, sente a necessidade de apostar toda hora, todo dia e em todo jogo, certamente as apostas esportivas não são para você.

Falamos que pouca gente discorre sobre esse tema nas apostas esportivas justamente porque ele pode ser um banho de água fria nas projeções e nos sonhos de muitas pessoas. É difícil e duro dizer a verdade, mas alguém precisa te dizer que você está no caminho errado e que se mantiver um comportamento descontrolado dentro das apostas esportivas, as coisas não vão dar certo.

O dinheiro é um problema no seu cotidiano?

Também observamos em alguns fóruns, chats, canais e outros meios de comunicação entre apostadores que uma outra grande ameaça ao sucesso das pessoas dentro do meio das apostas esportivas é a necessidade de dinheiro para ontem. O imediatismo, a ganância ou simplesmente a necessidade são elementos que podem fazer uma pessoa ruir e perder muito dinheiro com as apostas.

Para saber se você deve parar com as apostas, é necessário refletir profundamente sobre a sua relação com o dinheiro. Primeiro, você precisa entender de onde vai vir o dinheiro que te servirá como banca. Ele vai te fazer falta? Você pode se dar ao luxo de separar essa grana para investir? A sua relação com dinheiro, independente das apostas esportivas, costuma ser problemática?

São diversas questões que parecem bobagem, mas fazem muita diferença e podem sim definir o sucesso ou o fracasso de alguém dentro das apostas esportivas. O que sempre recomendamos é que as pessoas não entrem nesse meio se estiverem desesperadas ou necessitando muito de grana. Há pessoas que arriscam tudo dentro das apostas esportivas, que tiram o dinheiro que serviria para pagar contas e comer e resolvem arriscar em uma bet ou em uma múltipla. Isso não é recomendável.

Se o dinheiro for um problema no seu cotidiano, não entre nas apostas ou opte por sair desse meio caso já esteja nele. Não devemos enxergar os investimentos esportivos como a salvação da nossa vida. Nenhum investimento deveria ocupar esse lugar, principalmente porque todo investimento é feito com riscos e recompensas. As apostas esportivas, por exemplo, são consideradas um investimento de alto risco, ou seja, certamente é o último lugar que você deveria procurar para obter um retorno imediato. A chance de perder tudo e se embananar emocionalmente é muito grande.

Nunca invista um dinheiro que não pode perder

É importante reforçar isso para todas as pessoas. Jamais, em hipótese alguma, invista um dinheiro que você não pode perder. Há pessoas que vão olhar essa frase com desdém e se perguntar: ué, e existe algum dinheiro que a gente pode perder? A resposta certamente é não, não existe nenhum dinheiro que a gente pode perder. Contudo, existe o dinheiro que vai fazer falta e aquele que não vai fazer falta.

Se você tem pouco dinheiro e não consegue nem pagar as suas contas direito, é uma loucura pensar em arriscar-se nas apostas. Há inúmeros exemplos de pessoas que pegaram um valor emprestado, deixaram de pagar uma conta ou um aluguel e resolveram investir dentro das apostas esportivas esperando um retorno rápido e acabaram perdendo tudo.

Ou seja, essas pessoas apostaram um dinheiro que já tinha um caminho certo e que elas não poderiam perder. Há outras pessoas, contudo, que conseguem pagar as suas contas e, com a sobra, apostam. Nesse caso, apesar de ser igualmente arriscado, visto que as apostas são de fato um investimento de alto risco, caso essa grana seja perdida, nenhuma conta será comprometida.

Portanto, nunca utilize uma grana comprometida para apostar e tentar a sorte. Nem mesmo se você souber o que está fazendo. Não existe aposta garantida, não existe mágica e nenhuma aposta é sem risco. Quando você menos esperar, o red vai chegar e não tem choro nem vela, o dinheiro fica com a casa de apostas e fim de papo.

Você depende das apostas esportivas para se divertir?

Como temos abordado, há diversas coisas que fazem parte da vida de um apostador. Há algumas situações que podem nos servir de alertas sobre como tem sido construída a nossa relação com as apostas esportivas. Todo apostador sente prazer em apostar, isso é quase um consenso. É muito divertido analisar um jogo e realizar um investimento nele. Melhor ainda é quando a gente vence o mercado e puxa uma quantidade de lucro na operação.

Contudo, apesar de ser sempre muito divertido apostar, a gente precisa refletir sobre as nossas outras diversões. Na vida de qualquer pessoa é necessário ter equilíbrio. Precisamos ter uma fonte de renda, é importante trabalhar, mas também é fundamental ter um tempo com a família e encontrar formas de distrair a cabeça. E aí, perguntamos? As apostas são a sua única fonte de diversão?

No mundo ideal, as apostas nem deveriam ser uma diversão, mas somos humanos e o ato de apostar e tudo que vem com ele gera sim algum tipo de felicidade. É muito importante para os apostadores ter uma fonte de diversão e lazer para tirar a cabeça das apostas esportivas. Não é saudável viver exclusivamente para as apostas e concentrar todas as suas energias nisso.

Um sinal de que você deveria repensar a sua relação com as apostas esportivas é justamente quando entendemos que estamos dependendo da felicidade do ato de apostar ou de ganhar uma aposta para se divertir. Detectar isso é preocupante e pode ser um indicativo de que talvez você deva agir para mudar esse fato ou concluir que as apostas esportivas talvez realmente não sejam para você.

Como anda a sua relação com as outras pessoas?

Outro ponto muito relevante no debate sobre a possibilidade de parar com as apostas esportivas é entender como anda a sua relação com as outras pessoas. As apostas esportivas e os acontecimentos que elas provocam te fazem mudar de humor? Você fica irritado e trata as pessoas que te amam de forma ruim? Como a sua família lida com o fato de você ser um apostador?

Acreditamos que sempre vai ser muito difícil ter uma aceitação completa da atividade de apostador diante da família. Sabemos que existe muito preconceito com os apostadores e a cultura do brasileiro, muito ligada às religiões, que são totalmente contrárias aos jogos, acaba influenciando negativamente no processo de entendimento das pessoas que amamos em relação aos nossos investimentos esportivos.

Por isso, acaba sendo fundamental tentar manter uma relação saudável com a nossa família e com as pessoas que amamos. Se as apostas causam qualquer tipo de comportamento inadequado em você, talvez esse seja um forte indício de que a sua relação com os investimentos esportivos é tóxica e pouco saudável. Neste caso, o ideal é procurar ajuda profissional de psicólogos para melhorar a sua rotina e a vida com as pessoas que te amam e pensar seriamente em desistir das apostas.

Devo parar totalmente com as apostas esportivas?

É muito difícil afirmar que a solução para pessoas que encontram problemas na relação com as apostas esportivas é parar totalmente com a atividade. Há casos e casos e, durante esse artigo, apontamos diversos pontos importantes e que podem servir como um alerta para que estejamos sempre repensando e analisando a nossa relação com os investimentos esportivos.

Em alguns casos, parar com a atividade pode realmente ser a solução. Em outros, basta que as pessoas estejam preparadas e dispostas a mudar de conduta para melhorar a relação com as apostas esportivas. Contudo, não nos cabe afirmar com certeza sobre qual é a melhor coisa a se fazer. O que nos cabe fazer é provocar a reflexão nas pessoas sobre como está o relacionamento delas com as apostas para que elas mesmo entendam o que pode estar dando errado.

Resumo sobre quando devo parar com as apostas esportivas

Durante o nosso artigo, pudemos refletir profundamente sobre diversos aspectos relevantes na detecção de como anda a nossa relação com as apostas esportivas. A nossa missão sempre foi provocar a reflexão nos apostadores para que eles despertem sobre alguns pontos que podem colocar em risco diversas camadas da sua própria vida.

No artigo, por exemplo, falamos sobre a importância de ter um controle emocional equilibrado, além de apontarmos alguns indícios de perfis de pessoas que não deveriam estar fazendo investimentos de alto risco como as apostas esportivas. Lembramos a todos sobre a necessidade de ter responsabilidade nos investimentos e que é importante, também, não focar somente nas apostas e ter válvulas de escape e lazer fora do meio.

Por fim, o tópico que acreditamos ser mais relevante dentre todos é sobre refletir seriamente sobre o impacto que os investimentos esportivos trazem para as nossas relações pessoais. A família, os amigos, os filhos e todas as pessoas que amamos não merecem ser tratadas de forma ruim em decorrência de um fracasso nosso dentro das bets. É importante estar sempre de olho em tudo que as apostas nos trazem, seja coisas boas ou ruins, pois só assim teremos capacidade de entender se devemos ou não parar com essa atividade em algum momento.

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

News.
vip

Inscreva-se gratuitamente e receba conteúdo profissional e esclusivo por e-mail!