Casa do Apostador Carregando...
Adesanya e seu “Clone” – A Noite dos “Cinturões
ter 15 jun/21

Adesanya e seu “Clone” – A Noite dos “Cinturões


12/6, sábado, o UFC 263 foi uma noite para cardíacos. Que card difícil, cheio de odds altas e excelentes oportunidades.  

Confesso que, mesmo sabendo do poder do nigeriano, acreditava que Vettori poderia pegar o cinto. De verdade.  

A primeira luta entre eles 3 anos atrás foi muito parelha. Vettori conseguiu dominar a luta em alguns momentos, principalmente no 3R, quando colocou Adesanya para baixo e passeou.  

Marvin Vettori teve uma evolução no seu grappling e na trocação (de aproximação) que me fizeram acreditar que a história seria favorável ao italiano. Ainda mais numa luta de 5 rounds. Eu realmente acreditava, quase cravava, ainda mais depois de sua luta contra Blachowicz, que Vettori ia colar e passear no grappling. Ledo engano. 

Naquela noite, tive a impressão de estar vendo o “clone”, o brasileiro Anderson Silva. Adesanya estava, digamos, encantador e dominante como o Spider. 

Como Anderson, Adesanya utilizou a grade como seu grande apoio as investidas de Marvin Vettori, como fez o brasileiro em sua luta antológica contra Stepan Bonnar, de 93kg, no RJ. Ele o chamava para a grade, fazia as mesmas esquivas, repetidas, por Adesanya e foi mais além, se deixava tocar.  

Vettori

É um atleta forte, mas plantado. O seu principal fator de desequilíbrio é sua força e tenacidade, nunca primou pela técnica. O lado mais forte de seu jogo é o grappling. Ontem, foi indiscutivelmente frustrado, não apenas nas tentativas de queda. Mas quando conseguia a custo aplica-las, Adesanya parecia o grappler, não o Vettori. Saiu de uma posição extremamente desconfortável com a pegada das costas no 3R (cheguei a imaginar a finalização). Adesanya inverteu e passou a dominar por cima com extrema facilidade. Além de dominar Vettori em seu grappling, estava fisicamente mais forte. Pareciam atletas de categorias distintas. 

Os chutes do nigeriano lembravam o Anderson nos melhores tempos, muito rápidos, variados e diversificados. Anderson Silva dominava todos os seus oponentes pelas pernas, sejam os chutes, sejam as suas movimentações e esquivas. O segredo do Anderson como o Adesanya estava nas pernas. O nigeriano fez valer seu ponto forte como nunca. Vettori estava sempre 2 a 3 jogadas atrás.  

Adesanya 

Está indo para sua sexta defesa de cinturão, metade do caminho de seu ídolo. Hoje, no 84kg, não vejo ninguém para tirar esse cinturão, a não ser que um atleta do 77kg suba. Eu realmente levo muita fé nele, que nem no ranking entre os 15 da categoria de baixo atua: Schimaev. No mais, se não surgir nenhuma revelação incrível, acredito que o nigeriano dentro em breve desafiará seu clone, como fez seu “mentor” nos seus melhores dias.  

Brandon Moreno vs Deiverson Figueiredo 

Essa eu cravei. Psicografei a pick, quem é do grupo de apostadores do Danilo pode atestar. Vou tomar a liberdade de copiar o texto para vocês: 

“Co – main event. Vai ser um lutão. Pau a pau, como deve ser uma disputa de cinturão. Mas, uma bet que paga 2.65, existindo condições de vitoria se joga. 

A diferença entre os dois, Figueiredo e Moreno é fundamentalmente força vs técnica. Figueiredo tem muita potencia nas mãos e seus golpes aparecem mais na luta, tem  mais plasticidade, impacto. Moreno é muito mais versátil, golpeia mais e tem um grappling muito superior. Não venceu a luta por conta de ajuste: conseguir segurar o Figueiredo no chão (mas o quedou com extrema facilidade em todas as oportunidades que teve na luta).  

Se conseguir ajustar esse detalhe no seu grappling e colocar mais o seu boxe, botar mais pressão, vejo vantagem neste confronto para o Moreno”. 

Foi o que aconteceu, Moreno foi superior em pé e ajustou seu grappling para a luta de modo que, quando estivesse no solo não perdesse posição e dominasse até que Deiverson desse uma oportunidade, como deu, para a finalização.   

Nick Dias vs Leon Edwards  

Não foi disputa de cinto, nem main event, mas teve status do mesmo, pois foi uma disputa de 5 rounds.  

Mano. Nick Dias é daqueles caras que você bate na academia e continua andando na sua direção rindo. É um casca grossa da pesada que, mesmo não sendo um primor de técnica sempre dá espetáculo, todos querem assistir suas lutas e vibram com ele, seja em vitória ou em derrota.  

Leon Edwards vem de 8 vitórias consecutivas e vos digo, se entrar nessa disputa de cinturão e de azarão, tem valor. Muito valor! Edwards é um atleta mais alto que kamaru, melhor em pé, tem um grappling de alto nível e gás para os 5 rounds, como vimos.  

Mesmo assim, com tudo isso, o doido do Dias quase consegue o impensável há um minuto do fim, um nocaute. Como ele é muito doido, preferiu gozar da cara do Edwards a capitalizar a única chance real de vitória em toda luta.  

Dias é um espetáculo a parte. 

Por fim,  se você é um apostador iniciante que ainda está buscando informações para começar com o pé direito, pode ter certeza que você chegou ao lugar certo. E para você continuar estudando, eu trouxe mais alguns conteúdos sobre casas de apostas que eu tenho certeza que vão te ajudar muito. Já coloca agora mesmo na sua lista de estudo e não tenha preguiça de estudar. A carreira de um apostador profissional não é fácil e você precisa ter disciplina, determinação e muita força de vontade para realmente conseguir ganhar dinheiro com as apostas. 

Inscreva-se na minha lista VIP para receber conteúdos de apostas profissionais exclusivos. 

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

News.
vip

Inscreva-se gratuitamente e receba conteúdo profissional e esclusivo por e-mail!