Casa do Apostador Carregando...
Destrinchando os Mapas – Nuke
sáb 25 jul/20

Destrinchando os Mapas – Nuke


Na série de artigos destrinchando os mapas, hoje teremos o quinto mapa da série, a Nuke. Um mapa histórico e um dos mais complexos da rotação atual do Counter-Strike.

Destrinchando os Mapas – Nuke

 

Posições mais conhecidas Nuke

 Miolo: O miolo é um dos lugares mais importantes do mapa, sem o domínio do miolo, os terroristas ficam ‘perdidos’ nas suas entradas. Sejam ela para o bombsite A ou B, por ele se tem acesso a rampa da B quando se vira a esquerda, ou para o lado direito a porta de metal e a casa amarela que fazem a entrada da A.

 

O miolo

 

Fora: A região do fora é com toda a certeza a mais importante do mapa, sem seu domínio e sem execuções de smokes, fica muito difícil do lado terrorista trabalhar. Com seu domínio efetuado se existe a passagem para o Secret que leva ao B ou ao terra que dá acesso ao bombsite A.

Destrinchando os Mapas – Nuke

 

A região do fora

Duto: O duto certamente é muito importante, já que por ele se tem acesso do bombsite A para ou B ou vice-versa durante segundos. Já que os bombsites são separados por 1° e 2° andar.

 

Destrinchando os Mapas – Nuke

O duto

 

Secret: A região da Nuke chamada de Secret é a passagem do fora que leva ao bombsite B, é chamada de Secret pois o antigo Team Secret usava tantas vezes essa tática de passar pelo local para ir para o B que ficou conhecido pelo nome do time.

 

Destrinchando os Mapas – Nuke

A passagem do Secret

 

Rampa: A rampa é o local de acesso do miolo para o bombsite B, é muito importante. Pois uma execução terrorista pelo secret e rampa pode dificultar muito a vida dos CTs, fazendo com que eles fiquem “sanduichados” no bombsite B.

 

Destrinchando os Mapas – Nuke

A rampa
[ads option=1]
 

O mapa 

Nuke certamente nunca irá ser o mapa preferido dos fãs de Counter-Strike, talvez por causa dos ‘bugs’ de som do mapa, que é extremamente confuso com um bombsite em cima do outro. Ou talvez até pela optimização gráfica do mapa mal feita que faz muitos players reclamarem. Mas o que se tem certeza é que é um mapa muito legal de se jogar e assistir, um time bem treinado no mapa pode fazer história, como a Astralis fez quando conquistou 32 vitórias seguidas na Nuke, a equipe que tinha execuções terroristas praticamente perfeitas e sabia deixar os adversários totalmente perdidos no mapa, o que mostra que é um dos mapas mais táticos da história do Counter-Strike.

Quer receber conteúdos de apostas profissionais exclusivos? Então, inscreva-se na minha lista VIP e aproveite minhas dicas.

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

News.
vip

Inscreva-se gratuitamente e receba conteúdo profissional e esclusivo por e-mail!