Casa do Apostador Carregando...
Ciryl Gane vs Francis Ngannou
ter 17 ago/21

Ciryl Gane vs Francis Ngannou


E aí, galera. Que batalha digna da categoria mais nobre do esporte de combate, os pesados. Salvo engano, desde Junior Cigano (no auge) x Cain Velasques (sem as contusões que o aposentaram)/ Cormier x Miocic (duas guerras) que não temos um duelo tão relevante entre gigantes. Digo gigantes em tudo, tamanho, potencia de golpes, envergadura, força, tudo que um duelo entre pesos pesados tem direito.

Ngannou x Gane – Lightsparring que “bugou”as redes sociais

Semana passada estava rolando na internet um vídeo curto de um light sparring entre eles, e olha, o Ngannou tava levando um certo atraso. Claro, na hora que o pau ronca, a grade fecha e todo o seu prestígio, milhões de dólares e espectadores do mundo todo assistindo, a coisa muda de figura. Querendo ou não, a posição do nigeriano, hoje, é mais confortável que a do francês, que irá defender o título. Não será uma luta acirrada que irá destroná-lo, Gane terá de mostrar superioridade real para ostentar a coroa mais prestigiosa do mundo, dos pesos pesados do UFC. Ele tem os recursos, apesar de, como o Ngannou, novo no esporte.

Ngannou: características

O Ngannou é um striker avassalador, com um boxe de ótimo nível e um upper que já arrancou a cabeça de muita gente, Alistair Overeem protagonizou um dos nocautes mais impressionantes da história do UFC recebendo este Uper. Ngannou é bom boxeando, seja progredindo, andando para frente, seja caminhando para atrás. Técnica que poucos atletas de MMA possuem entre todas as categorias.

O atleta nigeriano, assim como Ciryl Gane é um atleta até a sua última luta contra Stipe Miocic considerado um atleta unidimensional, ou seja, especialista tão somente em uma arte marcial. Miocic, apesar de ter como carro chefe o boxe, fez wrestling universitário e utilizou muito bem esta estratégia na primeira luta, levando Ngannou diversas vezes ao solo, dominando completamente o combate.

Ngannou x Miocic

Dois anos se passaram desde que se enfrentaram pela primeira vez e desta vez, vimos um Ngannou completamente repaginado, com uma defesa afiada de wrestling e uma destreza seja para a defesa de single com spraw, seja no contra ataque, ao projetar o quadril para atrás e indo rapidamente às costas do Miocic e colocando contra o chão, que parecia um movimento projetado por um wrestling experiente. Chocou o mundo, ao ponto de ter feito Jon Jones pedir adiamento desta luta para o ano que vem, para ganhar mais peso, pois viu o tamanho do problema.

Ciryl Gane

Do lado do Francês, a chapa também é quente. Digamos que se trata de um atleta mais versátil, cerebral, menos impetuoso, porém, não menos explosivo. Cyril Gane, apesar de seus 31 anos, fez sua primeira luta de MMA em 2018, ou seja, apenas 3 anos de MMA até se colocar como campeão interino do evento mais famoso e difícil do planeta, o UFC.

Gane fez apenas 10 lutas na carreira, mas ao olhar para seu cartel, notamos um equilíbrio ma forma como vence suas lutas que impressiona. São 4 vitorias por KO, 3 por submissão e 3 delas por pontos. Estava comentando certo dia que Ciryl Gane, guardadas as devidas proporções (que são obvias), o atleta francês lembra muito o estilo cerebral e a versatilidade do Jon Jones, uma vez que, um como o outro são strikers e finalizadores estrategistas, pois eles vão desgastando seus adversários round a round e costumam minar seus pontos fracos.

Se estão diante de um striker poderoso, cozinham a luta, buscam o grappling, se estão diante de um grappler, buscam o nocaute, caso o oponente seja um atleta completo, ambos pontuam e levam a luta por pontos. Não existe, por parte deles, uma obrigação em finalizar ou capitalizar a luta num único golpe, mas tão somente a busca de oportunidades que os atletas lhes oportunam durante a luta.

Gane x Lewis

Contra Derrick Lewis Gane foi cirúrgico e frio. Durante toda a semana que antecedia a luta, víamos um francês sorridente e Lewis preocupado, mais agressivo que nas lutas anteriores. Em uma de suas entrevistas confidenciou que esperava nocautear Gane, mas que estava se preparando para uma luta de 5 rounds. Ele sabia o que estava vindo pela frente.

A estratégia era obvia de ambos os lados. Lewis estava por um golpe e sabia que não adiantaria caçar Gane, porque o infight não iria acontecer. Sabia que o Frances ia minar suas pernas e que iria esperar o tempo passar, como um predador a espera de sua presa. E assim o foi, uma aula do francês que foi pontuando round a round, até que em um dos chutes desferidos na perna de Lewis, viu o norte americano sentir. Foi o caminho da vitória, que fez parecer fácil, diante de um atleta que fez Ngannou não querer uma revanche tão cedo.

Quem leva o cinturão interino?

A disputa pelo título será decidida nos detalhes, não será um enfrentamento fácil para nenhum dos dois. Uma vez que, Ngannou, apesar de explosivo é muito forte e pesado. O nigeriano bate 120 kg seco! Ou seja, em offf este mamute deve bater 130 kg. Gane bate 113kg. Ou seja, Gane provavelmente não conseguirá colocar esta luta para baixo, da mesma forma que deverá tomar cuidado com os chutes, tendo em vista que Ngannou é um exímio contragolpeador. Do outro lado, quanto mais essa luta for se estendendo quanto melhor para o atleta francês, que não vê problema algum em levar essa luta por pontos e ser consagrado como o novo campeão dos pesados.

Veremos!

Aprender apostas esportivas gratuitamente

Gostou das dicas de hoje? Então, inscreva-se na minha lista VIP para receber conteúdos de apostas profissionais exclusivos. 

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

News.
vip

Inscreva-se gratuitamente e receba conteúdo profissional e esclusivo por e-mail!