Casa do Apostador Carregando...
Eventos com suspeita de manipulação aumentaram durante a pandemia
sex 15 out/21

Eventos com suspeita de manipulação aumentaram durante a pandemia


 

Segundo informações da empresa Sportradar Integrity Services, fornecedora global de soluções de integridade esportiva, que possui parceria ativa com mais de 100 federações e ligas esportivas, a pandemia causou um elevado aumento no número de partidas esportivas consideradas como suspeitas.

 

A empresa detectou mais de 1.100 partidas suspeitas desde o início da pandemia, em março de 2020, sendo 655 dessas partidas detectadas nos primeiros nove meses de 2021. Utilizando o seu sistema de monitoramento de apostas denominado Universal Fraud Detection System (UFDS), a Sportsradar acompanhou essas atividades suspeitas em 12 esportes diferentes nos últimos 18 meses.

 

Futebol lidera a estatística negativa

 

A Sportsradar optou por divulgar esses números como uma maneira de demonstrar a efetividade do seu sistema de monitoramento, agora disponível de maneira gratuita para federações, ligas esportivas e autoridades em todo o mundo. O objetivo da empresa é fortalecer os laços de ajuda mútua e o compromisso com a  proteção e a integridade do esporte.

 

Ainda de acordo com os dados fornecidos pela Sportsradar, o futebol é o esporte com maior risco de irregularidades relacionadas às apostas e lidera a estatística negativa. Segundo a empresa, foram detectadas mais de 500 partidas suspeitas nesse período. Os dados ainda revelam que aproximadamente 40% das atividades suspeitas detectadas vêm de ligas de terceiro nível e abaixo, além de torneios de base.

Impressões da empresa

 

O diretor administrativo de serviços de integridade da Sportradar, Andreas Krannich, mostrou preocupação com o crescimento de eventos esportivos suspeitos. “Como mostra nossa análise, a manipulação de resultados está evoluindo e aqueles por trás disso estão diversificando sua abordagem, tanto nos esportes quanto nas competições que almejam, e na forma como abordam os atletas, como o aumento das abordagens digitais”, expôs Andreas.

 

O crescimento das preocupações com a integridade do esporte mundial também foi um dos motivos que levaram a Sportsradar a difundir o sistema UFDS. “Para ajudar a resolver isso, a Sportradar fez um investimento significativo para tornar possível oferecer a UFDS gratuitamente para organizações e ligas esportivas globais. A razão para isso é que estamos comprometidos em apoiar a sustentabilidade dos esportes globais e usar dados e tecnologia para o bem”, conta o diretor.

 

Além do futebol

 

Apesar de liderar a estatística negativa de eventos com suspeita de manipulação, o futebol não está sozinho nesse barco. Segundo dados da Sportsradar, o crescimento e a popularidade dos esportes eletrônicos trouxe algumas consequências, pois os eSports passaram também a ser um alvo, o que culminou em um aumento no número de atividades suspeitas dentro do segmento.

 

Nos eSports, a UFDS detectou mais de 70 partidas suspeitas desde abril do ano passado, em cinco jogos diferentes, sendo mais de 40 dessas práticas irregulares identificadas de janeiro deste ano até aqui. Além dos jogos suspeitos de futebol e eSports, a Sportradar também identificou atividades estranhas no Tênis (37 partidas), Basquete (19 partidas), Tênis de Mesa (11 partidas), Hóquei no Gelo (9 partidas) e Críquete (6 partidas). Algumas atividade suspeitas também foram identificadas em esportes como Voleibol, Handebol e Voleibol de Praia.

 

Em relação aos locais no foco dessas atividades suspeitas, a Europa lidera a estatística, tendo o sistema da Sportsradar detectado cerca de 382 partidas suspeitas no continente europeu este ano. Outras regiões aparecem na sequência. A América Latina proporcionou o registro de 115 partidas suspeitas, seguido pela região da Ásia-Pacífico com 74 eventos suspeitos. A África teve 43 possíveis irregularidades. Por fim, 10 eventos estranhos foram detectados no Oriente Médio e 9 partidas suspeitas foram identificadas na América do Norte.

 

Atenção máxima

 

É óbvio que chama a atenção os números detectados por uma empresa séria como a Sportsradar justamente nesse período global delicado que ainda estamos vivendo, que é a pandemia de Covid-19. Contudo, apesar de entender as correlações, não acredito que os números de atividades suspeitas tenham aumentado somente por isso.

 

Vejo sim uma relação de facilidade para as irregularidades diante do enfraquecimento coletivo que a pandemia trouxe para todos, inclusive clubes, jogadores e esportes no geral. Entretanto, fico com a sensação de que esse crescimento aconteceria de uma forma ou de outra, mesmo sem o cenário pandêmico, principalmente levando em consideração que as apostas esportivas já vinham em constante crescimento. E, claro, todo negócio que cresce demais costuma chamar a atenção do crime organizado.

 

É preciso sempre manter-se alerta e com atenção máxima em relação a tudo que envolve as apostas esportivas e a integridade do esporte. Não se trata de algo passageiro. Não estamos falando de esquemas pequenos. Estamos falando de crime organizado. A pandemia trouxe fraquezas e muita exposição ao esporte, mas não se enganem. Não acreditem que tudo vai voltar ao normal depois que a pandemia passar. Não é assim que funciona. Infelizmente, o esporte ainda é um lugar com vulnerabilidades que vão muito além da pandemia. E os criminosos estão ali, à espreita, prontos para tirar proveito de qualquer brecha. A luta pela integridade do esporte e das apostas esportivas é constante e diária. E vai ser assim para sempre.

DICAS DE APOSTAS ESPORTIVAS

 

Faça como os 3% dos apostadores lucrativos e comece a se especializar agora mesmo. Por isso, faça parte do meu grupo exclusivo para receber conteúdos de apostas esportivas profissionais.

 

Sérgio Ricardo Jr

Deixe seu comentário

279 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

News.
vip

Inscreva-se gratuitamente e receba conteúdo profissional e esclusivo por e-mail!